Estudante com paralisia cerebral supera limites e se forma em história na UnB

Publicidade Anuncie

A capacidade de superação de algumas pessoas chega a ser inspiradora e este é justamente o caso do jovem Luiz Garcia. Aos 30 anos, o diagnóstico de paralisia cerebral, dislexia e ainda baixa visão e limitação motora não foram bastante para impedi-lo de realizar o sonho de se formar em uma universidade. No último mês, ele recebeu o diploma em história na Universidade de Brasília (UnB).

Os cinco anos de curso foram desafiadores e, por conta da dislexia e da baixa visão devido à paralisia cerebral, Luiz precisou de ajuda dos pais para ler apostilas e transcrever o conteúdo aprendido em sala de aula que era armazenado em áudio por ele e pelos colegas.

A tecnologia ajudou bastante também, já que aprendeu a usar um software que escreve tudo o que ele dita. No entanto, seu pai também merece créditos, pois quando precisou entregar trabalhos, foi ele quem transcreveu muitos deles.

Desempregados, os pais de Luiz são tão esforçados quanto ele e, para gerar renda para família e, ainda estar perto para atender às necessidades do filho, decidiram vender marmitas no campus da faculdade. A atitude facilitou muito a vida do estudante, pois, como não tem sustentação nas mãos e nas pernas e se move em cadeira de rodas, precisa de ajuda para tarefas básicas como comer e ir ao banheiro.

Luiz não pretende parar de estudar e o próximo objetivo é cursar jornalismo. No próximo ano vai tentar a aprovação em outra instituição pública – a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it