6 relatos emocionantes sobre transição de gênero que você precisa ler hoje

Publicidade Anuncie

Passar por uma transição de gênero está longe de ser uma situação fácil, ainda que seja libertadora.

Conviver com expectativas pessoais, cobrança de amigos e familiares e julgamentos de pessoas que você nem conhece fazem parte da rotina de quem passa por esse processo.

Pensando nisso, o BuzzFeed pediu aos seus leitores que enviassem relatos contando como foi a transição para eles, e como todas essas etapas impactaram na sua saúde mental e emocional.

Confira abaixo algumas histórias emocionantes e, para ver todos os depoimentos, acesse o site do BuzzFeed.

1. “Manter um segredo grande como esse toma conta de você. Sair e fazer a transição foi como remover o maior peso do mundo das minhas costas”

Ianna Drew Urquhart: “Foi uma década de drogas e álcool e eu não era mais uma pessoa mentalmente estável. Manter um segredo grande como esse toma conta de você. Acordando todos os dias apenas tentando encontrar outra desculpa para não fazer a transição, me fazia chorar. Sair e fazer a transição foi como remover o maior peso do mundo das minhas costas. Foi uma sensação de alívio”.

2. “Antes, estava completamente entorpecida e me sentia morta por dentro. Após a transição, comecei a sentir as coisas – mesmo estar triste. Foi incrível porque significava que eu estava viva”
Sophie: Antes da transição, eu estava completamente entorpecida. Não sentia alegria, nem tristeza. Me sentia morta por dentro, como se eu estivesse apenas seguindo um roteiro que alguém escreveu para mim. Depois da transição, era como se toda a minha vida de repente ganhasse cores. Comecei a sentir muitas coisas pela primeira vez – mesmo estar triste. Foi incrível porque significava que eu estava viva. Até meus amigos dizem que eu estou visivelmente mais feliz. Eu me sinto mais viva do que nunca, e eu estou amando isso. Por outro lado, foi uma grande mudança para a minha família, mas quando viram que eu estava melhor dessa maneira, eles foram totalmente solidários”.

3. “Eu era um corredora da Divisão 1 da NCAA. Eu estava usando a corrida para sumir com meu corpo”

Jeffrey Rubel: Antes da transição, depois da graduação na faculdade em 2015, minha saúde mental era a pior possível. Eu era um corredora da Divisão 1 da NCAA. Eu estava usando a corrida para sumir com meu corpo. A anorexia era minha maneira de me livrar de tudo o que era feminino no meu corpo. Eu estava deprimido e passei muitas noites sentado no estacionamento do campus, pensando se eu deveria pular. Mas algo me dizia que eu não me sentiria assim para sempre. Depois de iniciar a testosterona em junho de 2015, minha saúde mental mudou para melhor. Alguns meses depois da minha transição, minha depressão quase desapareceu. Eu estava passando na rua e essa foi a felicidade mais genuína que senti por muito tempo. Depois de sofrer uma cirurgia em novembro de 2015, senti que estava certo que meu corpo aumentasse de peso. Os pensamentos anoréxicos começaram a desaparecer lentamente”.

4. “Antes de decidir pela transição, tive depressão, pensamentos suicida, ansiedade e uma forte tendência para me sabotar”

Michelle Paquette: “Antes de decidir pela transição, tive depressão, pensamentos suicida, ansiedade e uma forte tendência para me sabotar. Eu tinha muito reconhecimento profissional, mas sempre senti que eu era um impostor. Agora, minha depressão desapareceu, e a ansiedade está bastante reduzida. Eu nunca estive tão feliz em toda a minha vida adulta”.

5. “Antes, estava ansioso, deprimido, suicida, miserável e assustado. Não fazia ideia de como era ser feliz ou apaixonada”

Deanna Atkinson: “Antes, estava ansioso, deprimido, suicida, miserável e assustado. Não fazia ideia de como era ser feliz ou apaixonada. Minha vida sofreu uma mudança substancial desde a transição. Eu tive altos e baixos. Fiquei feliz com minha vida. Os hormônios iniciais melhoraram drasticamente toda a minha perspectiva e experiência com a vida”.

6. “Transição é um processo lento e leva muita paciência. Tem sido uma montanha-russa de sentimentos de felicidade, euforia a ansiedade e momentos muito emocionais”

London Lumbi: “Transição é um processo lento e leva muita paciência. Fiz a transição há 26 meses e foi uma montanha-russa de sentimentos de felicidade, euforia a ansiedade e momentos muito emocionais. Minha saúde mental melhorou”.

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it