5 iniciativas mostram que pessoas com deficiência tem as mesmas necessidades que todas as outras

Publicidade Anuncie

Nenhuma pessoa no mundo é igual a outra e cada um de nós possui necessidades e dificuldades específicas. Tal perspectiva não muda diante de uma pessoa com deficiência.

Seja no trabalho, no lazer, no consumo, nos sonhos, no sexo, nos desejos e planos, a pessoa com deficiência é somente alguém com direitos que precisam ser respeitados para que ela não seja tolhida naquilo que de fato é: simplesmente uma pessoa, para muito além de sua deficiência.

Diversas iniciativas, por parte de instituições, artistas, empresários e empreendedores, podem mostrar como as pessoas com deficiência possuem as mesmas necessidades que qualquer outra pessoa.

Da mesma forma, tais iniciativas podem também, direta ou indiretamente, melhorar vidas – e são esses os empreendimentos que separamos aqui e que, em frentes tão diversas quanto o trabalho, o lazer, o amor e a representatividade, promovem a inclusão e o bem estar de quem quer simplesmente poder ser e agir como bem entender.

O café que só emprega pessoas com deficiência

Por serem pais de dois filhos com síndrome de down, os donos da cafeteria Bitty & Beau’s, no estado da Carolina do Norte, nos EUA, sabem bem a dificuldade que pessoas com deficiência enfrentam para arranjar um emprego. Por isso decidiram que a sua cafeteria ofereceria esse espaço, e decidiram por contratar apenas pessoas com deficiência, física ou intelectual, para trabalhar por lá. A ideia do casal é inspirar outros lugares a fazerem o mesmo.

O videogame desenvolvido para pessoas com deficiência visual

Na contramão dos jogos que cada vez mais investem em visuais impactantes e na qualidade gráfica impressionante que parecem definir os games atuais, a empresa Dowino criou um jogo que simplesmente não utiliza gráfico algum. Em A Blind Legend, ou Uma Lenda Cega, o usuário utiliza somente a audição para se aventurar pelo cenário sugerido pelo áudio. Os movimentos do cavaleiro medieval que, tendo perdido sua visão, precisa atravessar uma floresta para libertar sua mulher sequestrada, são controlados pelo toque na tela do aparelho ou pelo mouse em um computador.

The Adobe Flash Player is required for video playback.
Get the latest Flash Player or Watch this video on YouTube.

O ensaio fotográfico retratando a sexualidade de pessoas com deficiência

O nome da série em que o fotógrafo dinamarquês Kim Steimle Rasmussem retratou pessoas com deficiência sob a perspectiva de suas sexualidades, exprime perfeitamente o sentido do trabalho: Lyge List, ou direito ao prazer. Além de oferecer informações e derrubar tabus sobre a vida e a orientação sexual dessas pessoas, o trabalho procura colocar em pauta o tema, a fim de que a sexualidade seja vista simplesmente como algo natural, possível e tão prazeroso quanto é para todos nós.

A família americana que adota crianças de todo o mundo com deficiência

Sharon Dennehy e seu marido, Michael, já eram pais de três filhos biológicos quando decidiram que gostariam de adotar outras crianças – em especial, crianças com deficiências. Hoje o casal é pai de doze crianças de países como Romênia, China, Etiópia e outros e, mesmo não sendo especialista, Sharon garante que o amor incondicional resolve qualquer dilema.

The Adobe Flash Player is required for video playback.
Get the latest Flash Player or Watch this video on YouTube.

A agência que só trabalha com modelos com deficiência

Utilizando a moda e a fotografia como caminhos para  inclusão, a brasileira Kika de Castro criou sua agência de modelos especializada em pessoas com deficiência. Trata-se de um projeto com fundos também terapêuticos, que procura não somente o dinheiro como finalidade, mas sim a coragem, a superação, a diversidade e, é claro, também a beleza. Sua agência, que completa dez anos em 2017, hoje trabalha com cerca de 80 modelos.

Inspirado pelas histórias de luta por seus direitos e em nome da luta pela igualdade travada por tantas pessoas com deficiência, a empresa de seguros Sompo decidiu criar uma web série dividida em quatro episódios semanais, conversando com pessoas com deficiência sobre a relação com a coletividade em diversos aspectos.

Batizada de “Todos diferentes e todos iguais”, os episódios entrarão no ar toda semana até o dia 18 de outubro, no Facebook da Sompo ou em seu canal no Youtube.

The Adobe Flash Player is required for video playback.
Get the latest Flash Player or Watch this video on YouTube.

O tema do primeiro episódio é “Sociedade”, e traz como convidados a blogueira Ana Kelly, o atleta de rugby Lucas Junqueira, o humorista Paulo Fabião e o mágico e ilusionista Vagner Molina, mais conhecido como Mágico Burke.

Os outros temas são “Trabalho”, “Lazer” e “Amor & Sexo” – e, em cada um deles, o ponto central é justamente a qualidade de vida das pessoas com deficiência.

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it