A mensagem fundamental da imagem de uma criança de 20 metros colocada na fronteira entre o México e os EUA

Publicidade Anuncie

Enquanto a maioria de nós sonha com a diluição de fronteiras e a integração harmoniosa entre povos e países, alguns sombrios líderes sonham com muros – sem se comover com os milhões de futuros ainda por vir que podem ser também separados simbólica e concretamente por tais muros.

Essa foi a inspiração do artista francês JR para sua última criação: uma instalação que traz a imagem de uma criança mexicana de 20 metros, debruçando-se sobre a fronteira dos EUA com o México.

JR e sua instalação na fronteira

A obra foi inaugurada propositalmente na mesma semana em que o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou o encerramento do programa DACA (Deferred Action for Childhood Arrivals), criado por Barack Obama, programa que permite a permanência de crianças sem visto mas que nasceram no país ou chegaram pequenos aos EUA. Trump passou ao congresso americano a tarefa de resolver o problema que ele mesmo criou com o fim do programa, para que se crie uma nova solução para o dilema.

A criança que serviu de inspiração e imagem para a reprodução em proporções monumentais existe: trata-se de um menino de doze anos, que vive na cidade de Tecate, no México.

JR garante que a instalação não foi diretamente uma reação à decisão de Trump, mas a coincidência acende ainda mais o debate sobre imigração, central no atual cenário político americano – especialmente depois das diversas declarações de natureza xenofóbica por parte do presidente durante a campanha e da promessa da construção do muro na fronteira – para crianças como a da imagem, as fronteiras não existem, e é esse o sonho ceifado pelos poderosos, lembra JR.

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it