Mais do que máquinas, as ‘slot machines’ japonesas são pura arte vintage

Publicidade Anuncie

No Japão, jogos de apostas são ilegais desde os anos 90 – embora a lei esteja mudando recentemente. Mesmo assim, uma mistura de caça-níqueis com pinball ainda persiste no país. São as máquinas Pachinko, que começaram a se popularizar nos anos 1920 – e hoje são verdeiras obras de arte vintage!

Foto: Fashionslide

Diferentemente das máquinas encontradas nos cassinos, os Pachinko não oferecem prêmios em dinheiro. Funciona assim: o jogador insere seu dinheiro na máquina e, em troca, recebe algumas bolinhas prateadas que são usadas para jogar. Dependendo da sorte no jogo, uma pessoa pode ganhar muitas bolinhas extras, que podem ser trocadas por brindes, uma forma de driblar a lei que não permite apostas. [Esse vídeo no Youtube mostra mais sobre a mecânica]

O segredo é que estes prêmios (geralmente itens não muito atrativos) podem ser “vendidos” em locais próximos das Pachinko – e assim o brinde vira dinheiro de verdade! O que um turista desavisado pode não saber ao circular pelas ruas de Tóquio é que estes estabelecimentos eram controlados pela Yakuza, a máfia japonesa. Por esse motivo, pode ser um tabu conversar sobre o assunto no país.

Mesmo assim, as máquinas fazem parte da cultura japonesa e hoje atraem muitos turistas aos locais em que o jogo acontece. Na maioria destes lugares, é difícil encontrar máquinas antigas, como as vistas nessa página – elas começaram a ser substituídas por mecanismos mais modernos nos anos 70 e hoje são essencialmente eletrônicas.

Com o desuso, muitas máquinas vintage passaram a ser vendidas como itens de colecionador, principalmente nos Estados Unidos. Elas podem ser compradas atualmente em sites como o eBay ou o Pachinko Planet, onde são comercializadas com valores a partir de R$ 100.

Fotos ©  Pachinko Planet

Foto: Gnsin

Foto: Gilgongo

Foto via

Foto via

Foto via

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it