Ela se tornou a primeira mulher a narrar futebol americano na TV dos EUA em 30 anos

Publicidade Anuncie

A norte-americana Beth Mowins é dessas pessoas que, desde criança, sabia mesmo o que gostaria de ser quando crescesse. Ela cresceu assistindo a seus vizinhos jogarem Kickball, uma espécie de mistura de baseball e futebol (o “nosso”), enquanto narrava as jogadas em um microfone de brinquedo. Nessa semana, se tornou a primeira mulher a narrar um jogo de futebol americano transmitido nacionalmente.

Lá atrás, em 1987, Gayle Sierens se tornou a primeira mulher a narrar uma partida do esporte na televisão, mas numa transmissão regional. O pai de Beth Mowins ficou sabendo graças a uma matéria no jornal e até recortou o texto para que a filha soubesse que aquele poderia ser seu futuro. E assim foi.

Desde 2005, Beth narra partidas de futebol americano universitário para a ESPN dos EUA – ela foi a segunda mulher na história a fazer isso. Na última segunda-feira, chegou o momento de estrear na NFL, a liga profissional, na mesma emissora, e logo na rodada dupla do Monday Night Football, um dos horários nobres do esporte.

Quando Beth era jovem, a presença da repórter Phyllis George no programa NFL Today, da CBS, fez com que ela acreditasse na possibilidade de seguir carreira trabalhando com o esporte mesmo sendo mulher. Hoje, é ela quem pode ser fonte de inspiração para que outras garotas sigam seu sonho.

Mesmo narrando jogos de futebol americano universitário há 12 anos, além do circuito universitário de basquete tanto masculino quanto feminino, a presença de Beth no Monday Night Football fez com que muitos espectadores usassem a internet para expressar seu descontentamento com a presença de uma mulher. Mas é melhor eles se acostumarem: daqui a duas semanas, ela voltará a narrar uma partida da NFL, dessa vez na CBS, a emissora que fez com que ela confiasse em seu potencial.

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it