Canadá introduz terceiro gênero para preenchimento de passaportes e documentos governamentais

Publicidade Anuncie

Enquanto boa parte do mundo parece ter pressa em caminhar para trás, o Canadá do primeiro-ministro Justin Trudeau segue no sentido contrário, para frente, como uma luz que nos lembra ao menos onde fica ou deveria ficar o futuro – para que direção, em termos de civilidade e direitos, devemos caminhar.

E, fazendo jus a esse sentido, o país acaba de introduzir uma terceira opção de gênero para o preenchimento de passaportes e outros documentos oficiais: no lugar de “masculino” ou “feminino”, as pessoas poderão preencher simplesmente com um “X”.

 

Segundo o Ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania do Canadá, Ahmed Hussen, “todos os canadenses devem se sentir seguros para serem eles mesmos, e viverem de acordo com a identidade de gênero que escolherem, assim como para expressar tal identidade”, afirmou Ahmed, em declaração. A medida será posta em prática a partir do dia 31 de agosto.

 

O primeiro-ministro Justin Trudeau comparecendo à Parada Gay no Canadá

A medida se alinha à luta canadense para simplesmente oferecer direitos iguais irrestritos e em qualquer aspecto para a toda sua população. Se o Canadá parece a vanguarda de tal movimento, ele em verdade se junta a outros oito países, que já oferecem o “X” como opção para o preenchimento de documentos: Austrália, Bangladesh, Alemanha, Índia, Malta, Nepal, Nova Zelândia e Paquistão – que, pasmem, colocam-se na vanguarda de tal questão, apontando, ao menos nesse caso, o atraso em que o resto do mundo se encontra.

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it