Professora de Magé, no RJ, mostra como um hambúrguer pode ser a melhor refeição do mundo

Publicidade Anuncie

De acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano (RDH), elaborado pelas Nações Unidas, o Brasil é um dos países onde há mais desigualdade social no mundo. Sendo assim, quando alguém fala em ‘meritocracia’ para justificar as conquistas, antes de mais nada é preciso saber quais as oportunidades ou mesmo simples coisas às quais ela teve acesso.

Eis um bom exemplo: a professora Ludmila Cruzal, de Magé, no Rio de Janeiro, fez um post em seu Facebook para contar uma situação que vivenciou. Como dá aula em uma instituição particular e também em uma creche municipal, diariamente observa realidades muito diferentes, mas uma, em especial, lhe chamou atenção e a comoveu.

Ao retornar do recesso escolar, na escola pública, fui apresentar a letrinha “H” e dei algumas opções para que votassem qual gostariam de escrever e aprender melhor “Hipopótamo/ Hospital/ Hambúrguer…”

De acordo com a professora eles escolheram a palavra ‘hambúrguer’, pois um aluno havia ido ao Mc Donald’s e contado aos amiguinhos, mas a maioria da sala nunca havia experimentado o lanche embora tivesse vontade.

Tia, nunca comi um, mas já sonhei que comia“, ela contou que um dos pequenos lhe disse. “Respira, engole o choro e refletir é inevitável..algo tão simples para tantos, tão frequente para muitos que chega ser utópico acreditar que eles nunca comeram”.

Leia o post completo e veja o que fez a professora para resolver a situação dos pequenos que nunca haviam comido o hambúrguer por que suas famílias não têm condições financeiras para isso:

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it