A reação desta mulher ao choro de uma criança no avião foi a melhor possível

Publicidade Anuncie

Tudo bem que ninguém gosta de viajar de avião ao lado de uma criança chorando. Mas você sabe quem mais odeia esse tipo de situação? As mães e pais dos pequenos. Além de ter que acalmar os filhos, eles ainda são julgadas pelos outros passageiros – que, na maioria das vezes, não fazem nada para ajudar.

Recentemente, a reação de uma mulher se tornou viral após ela mostrar que ajudar uma família nessa situação pode ser bastante simples e muito mais eficaz do que ficar fazendo cara feia diante do barulho. Depois de se oferecer para ajudar uma mãe que viajava sozinha com três crianças no dia 29 de julho, a fotógrafa Kesha Shonet escreveu sobre o assunto em sua página do Facebook.

Kesha também é mãe e, por acaso, estava voando sem seus filhos neste dia. Mesmo assim, por já ter vivido situações similares, ela facilmente compreendeu que a pessoa com mais dificuldades naquele voo era a mãe, que viajava sozinha com as três crianças. “É preciso uma aldeia para criar uma criança, certo? Como mãe de uma criança de três e outra de quatro anos, eu SEI disso. E eu também sei que crianças pequenas podem ser umas chatas…“, escreveu ela em seu perfil no Facebook.

Após embarcar em seu voo saindo de Seattle com destino a Denver, nos Estados Unidos, Kesha conta que ouviu um bebê chorar. “Obviamente, eu estou totalmente acostumada a choros e lamentos, então não dei bola. Todos ao meu redor começaram a se irrita e bufar. Então… eu ouvi duas crianças chorando“. A fotógrafa logo percebeu que, além de toda a animosidade, a mãe das crianças ainda precisou lidar com uma passageira reclamando diretamente de sua filha de três anos, que estava “chutando sua cadeira”. Quando a passageira irritada aparentemente segurou as pernas da criança para que essa deixasse de incomodá-la, Kesha se virou para ver melhor toda a cena.

Ela descreve o que viu: “Uma criança pequena gritando, um bebê chorando e uma criança mais velha muito bem comportada“. Fora isso, “uma mulher adulta estava segurando as orelhas com as mãos e fazendo as piores caras possíveis para essa mãe“, explica. “ENTÃO… sendo um ser humano decente, eu não pude deixar aquela mãe se afogando […] Eu me levantei do meu assento para ir algumas fileiras atrás e perguntar se ela precisava de ajuda (aparentemente, nada difícil de fazer) e ela imediatamente me entregou seu bebê“, descreve.

Aparentemente, era apenas o que precisava ser feito, já que o bebê logo dormiu nos braços da fotógrafa e a mãe pode dar atenção às outras crianças para que elas também se acalmassem. Desde que foi publicado, no dia 29 de julho, o relato já foi compartilhado por mais de 100 mil pessoas, recebendo mais de 200 mil reações. Atitudes como essa realmente merecem ser espalhadas por aí, não acham? 🙂

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it