O artista português que continua surpreendendo com o que é capaz de fazer com o ‘lixo’

Publicidade Anuncie

Quem vê o português Bordalo II remexendo objetos em terrenos baldios ou fábricas abandonadas provavelmente não faz ideia que está observando um artista plástico iniciando seu processo de criação. Ele transforma “lixo” em arte para transmitir um recado importante.

“Lixo”, entre aspas, pois, segundo ele, aquilo que para alguém não passa de entulho pode ser um tesouro para outra pessoa. “Pertenço a uma geração extremamente consumista (…). Com a produção de coisas no auge, o ‘lixo’ também chega a níveis inéditos”, explica o lisboeta de 30 anos.

Na série Big Trash Animals, Bordalo II cria esculturas de animais usando “lixo”. “A ideia é retratar a natureza, no caso animais, usando o mesmo material que é responsável por sua destruição”, escreve o artista. Os trabalhos são expostos em diferentes lugares do mundo, como Portugal, Canadá e Estados Unidos.

Para-choques quebrados, latões de lixo queimados, pneus e ferramentas são alguns dos objetos descartados que viram obra de arte nas mãos de Bordalo II. O português lembra que o excesso de lixo pode se tornar um problema “esquecido, trivial ou tratado como mal necessário”, e que a questão envolve dejetos de produção, materiais que poderiam ser reutilizados e a poluição do ar.

A gente já tinha mostrado o trabalho de Bordalo II no Hypeness em 2014. Relembre!

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it