Fotógrafa retrata a luta de seus pais contra o câncer em ensaio tocante

Publicidade Anuncie

Em 2013, a família da fotógrafa norte-americana Nancy Borowick sofreu um baque: Seu pai, Howie, foi diagnosticado com câncer em estágio avançado, sendo que sua mãe, Laurel, já vivia com a doença fazia anos. Os dois enfrentaram o tratamento juntos, e além de cuidar dos dois, Nancy aproveitou para documentar a luta pela vida através de suas lentes.

O trabalho de Nancy nos chamou a atenção já em 2013. No ano seguinte, Howie, faleceu, e em 2015 foi a vez de Laurel. Agora, a fotógrafa lança o livro “The Family Imprint – A Daughter’s Portrait of Love and Loss” (algo como “Impressão Familiar – Retratos de Amor e Perda por uma Filha”), que a ajudou a lidar com as partidas.

As fotografias, sempre em preto e branco, documentam os tratamentos contra o câncer, incluindo as sessões de quimioterapia, a união da família e também os momentos felizes durante a batalha. “O câncer deu à minha família um presente duro, mas valioso: a consciência do tempo”, diz Nancy.

A jornada fotográfica acompanhou Nancy e Laurel em busca de riscar itens da lista de coisas que a mãe gostaria de fazer antes de morrer. Quando se lembra dos anos difíceis que se passaram, a fotógrafa não pensa no medo que sentia, mas nas gargalhadas que a família compartilhou, dos jantares caprichados, de danças na cozinha e de longas conversas com os parentes.

Cada um lida com seus medos, especialmente a morte, do seu próprio jeito”, escreveu Nancy. “Minha família se apoiou no bom humor para enfrentar os tempos difíceis. (…) Ao confrontar o que eu mais temia usando minha câmera como escudo, pude passar pelo trauma antecipado e realmente aproveitar o tempo que nos restava. Meus pais eram a definição de força e coragem, e ver essas imagens me lembra da importância de não deixar o medo me atrasar”, reflete.

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it