Jogador de futebol abandona carreira para doar fígado e salvar a vida do sobrinho bebê

Publicidade Anuncie

30 anos de idade, muitos deles dedicados ao futebol profissional. O argentino Alejandro Benítez, conhecido como Lulo, decidiu deixar a carreira no esporte para ajudar a salvar a vida de seu sobrinho, Milo, de 9 meses. E não se arrependeu nem por um segundo.

O atleta jogava como atacante no Central Larroque, clube que atualmente disputa um equivalente da terceira divisão do campeonato argentino. Lulo foi campeão de torneios pequenos algumas vezes, sempre no Central, mas quando ficou sabendo da necessidade de transplante para solucionar um problema do sobrinho, não hesitou.

Milo nasceu com uma obstrução nos canais que transportam a bílis do fígado até a vesícula. Os médicos tentaram alguns tratamentos, mas tiveram que apelar para o transplante. O pais do bebê não era compatível, e a mãe – irmã gêmea de Lulo – não poderia fazer a doação porque passou por uma cirurgia cardíaca quando jovem.

Lulo se prontificou e já está em casa se recuperando da operação, enquanto o sobrinho segue no hospital para evitar quaisquer complicações. “Quando me falaram dessa opção nem hesitei. Era óbvio que tinha que abandonar o futebol. Mas nem me importei e nunca me irei arrepender”, contou o ex-jogador ao jornal La Vanguardia.

Embora os médicos acreditem que Lulo poderia voltar a jogar depois de alguns meses, ele já está planejando a vida do lado de fora do campo. Ele considera que a idade atrapalharia a recuperação, e que os riscos de receber pancadas na região do fígado não valeriam a pena. Além disso, ele recebeu a notícia de que deve ser pai no fim do ano, e já pensa em levar o filho e o sobrinho ao estádio pela primeira vez.

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it