França decide banir totalmente veículos movidos à diesel e petróleo até 2040

Hoje quando olhamos para certos hábitos e políticas do passado recente da maioria dos países, muita coisa parece tão absurda que é difícil acreditar que pouco tempo atrás a humanidade funcionava assim. Mas daqui a 50, 100 anos, quais dos nossos hábitos parecerão igualmente absurdos no futuro? Difícil precisar, mas um deles parece fácil de supor: o uso irrefreável de petróleo e outros combustíveis extremamente poluentes que hoje tanto move nossa sociedade. É evidente que tal hábito precisa acabar, e a França deu um passo importante para tal meta.

Enquanto a ganância aliada à ignorância faz com que um país como os EUA de Trump decida sair do Acordo de Paris, a França anunciou que deixará de vender carros movidos à petróleo ou derivados, assim como Diesel, para banir esse tipo de automóvel até 2040.

Tal compromisso foi o anunciado pelo ministro do meio-ambiente Nicolas Hulot, como parte de uma série de medidas do presidente Emmanuel Macron para tornar a França neutra de emissões de carbono até 2050.

Parte do planejamento inclui incentivos e premiações para moradores de regiões mais pobres que trocarem seus carros autuais por carros elétricos. O anuncio se deu depois que a Volvo afirmou que pretende somente construir carros elétricos a partir de 2019. Outras medidas, como o fim do uso de carvão para eletricidade até 2022 estão sendo anunciados pelo governo francês.

É evidente que o mundo deve se basear no exemplo francês para dar o próximo passo rumo a um futuro melhor – a pergunta agora, como em diversas outras questões atuais, sobre se cada país quer estar na vanguarda ou na sombra da história.

© fotos: divulgação

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it