Casal ‘grávido’ estreia nova legislação para uniões homoafetivas da Austrália

A legislação australiana é clara sobre o que é considerado um casamento no país. Por lá, “casamento é a união de um homem e uma mulher à exclusão de todos os outros“. E, embora grande parte dos australianos seja a favor da legalização do casamento homoafetivo, na prática isso pode demorar anos para se tornar realidade. Foi então que um grupo de advogados se uniu para criar uma lei alternativa, que preveja a união de pessoas do mesmo sexo sem discriminação e garanta a elas os mesmos direitos de um casamento tradicional.

Assim surgiu o Evermore Pledge. “O Evermore Pledge não é a solução para a igualdade matrimonial, é uma ferramenta interina para equipar casais do mesmo sexo com as proteções legais que eles precisam e, quando afirmado em uma cerimônia pública, oferece aos casais um contrato amoroso que replica o ‘casamento’ da maneira mais próxima possível até que a igualdade matrimonial seja abraçada pelo Governo Australiano.“, explica o site do projeto.

A legislação teve sua estreia com a união de duas mulheres no dia 1º de julho. As noivas Carly Naughton, uma blogueira de 31 anos, e Alee Fogarty, uma tatuadora de 28, ambas de Queensland, celebraram sua união em Gold Coast. Durante a cerimônia, realizada com a ajuda de doações de amigos e parentes, Carly usou um vestido de noiva e elas celebraram seu amor.

O momento foi acompanhado pelo filho do casal, Oakland, de 2 anos, que está prestes a ganhar um irmãozinho ou irmãzinha. Carly está grávida de sete semanas de um bebê gerado através de fertilização in vitro. Ao Daily Mail elas contaram que sempre sonharam com uma família grande e consideram a união particularmente importante para assegurar seus direitos enquanto um casal, principalmente em caso de doenças ou do falecimento de uma delas.

Todas as fotos © Kaitlin Maree Photography

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it