Seu filho quis ‘se montar’ como uma drag queen e ela deu a maior força

Mikli Feria Jorge estava assistindo ao programa Ru Paul’s Drag Race, da drag queen Ru Paul, quando seu filho, inspirado pelo que assistia, engajou-se em uma das melhores (e mais saudáveis) brincadeira que se pode fazer quando se é criança: fingir que se é outra pessoa. Nesse caso, o pequeno quis fingir que era um drag. A reação da mãe provocou uma onda de amor e felicitações pelo Twitter não por acaso: ela imediatamente ajudou o filho a brincar de ser drag.

Oferecendo as roupas e a maquiagem, Mikli ajudou a dar vida à Balooni Liteg (com ‘e’ e ‘g’ mudo), nome que o próprio menino deu à sua drag.

E não parou por aí: inspirada pelo resultado fabuloso, a mãe também decidiu entrar na brincadeira, e se transformou na drag Cat Astrfi. O nome também foi dado pelo filho.

É claro que algumas críticas vieram, e a mesma enxurrada de amor que lhe parabenizou saiu em defesa de Mikli, lembrando que a mãe estava simplesmente normalizando para o filho a ideia de aceitação, quebrando os opressores paradigmas de gênero, permitindo ao filho ser e fazer o que ele quiser – e principalmente, é claro, simplesmente se divertindo com seu filho, que ainda tem muito tempo e oportunidades sem fim para ser o que quiser.

© fotos: Twitter

 

 

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it