Empresa de Natal une surfe, música e design sustentável para móveis e peças de decoração

Do maravilhoso sonho de viver do surfe e da música restou em André Jimmy e Parizot Magalhães, dois jovens empreendedores de Natal, no Rio Grande do Norte, a vontade de mudar e melhorar o mundo e o amor pela natureza. Eles tocam e surfam juntos há mais de 10 anos , mas decidiram criar uma empresa que levasse pra dentro da casa das pessoas o estilo de vida que defendem.

Assim nasceu a Green Pallets, uma marca de móveis e decoração com um diferencial fundamental: seus produtos se destacam não só pela beleza e o design, mas também por estarem de acordo com o sonho de um mundo melhor e mais verde: são peças fabricadas com madeiras de reflorestamento e de refugo – insumo que vem do descarte de outras empresas, em pallets e caixas que seriam jogadas no lixo. Dessas duas fontes de matéria prima, nascem os móveis e peças da Green Pallets.

A ideia foi unir o design ao espírito outdoor e a relação com a natureza – não só das praias, montanhas e rios, mas também da ecologia e os cuidados com o planeta. Depois de tanto tentarem viver da música, e diante das enormes dificuldades que a realidade de ser músico em um país como o Brasil apresenta, eles decidiram por fim que esse estilo de vida deveria ser transformado nos móveis e decorações que hoje vendem.

Um dos conceitos importantes que permeiam o que há de especial na Green Pallets é o do design acessível. A ideia é poder oferecer peças de alta qualidade por preços mais baixos do que normalmente tais móveis custariam – e ainda, para isso, ajudar a salvar o planeta.

O motivo é principalmente o uso desses materiais como as madeiras de refugo, que seriam descartadas, e que por isso são vendidas a um custo bastante abaixo do que seriam normalmente. Um caminhão de madeira de descarte é vendido por cerca de R$ 200.

Junta-se a essa premissa o traço autoral do trabalho, criando peças originais e estilosas, para decorar as casas sempre mantendo o lifestyle da praia, da música e do surfe como pano de fundo. São, portanto, peças ao mesmo tempo luxuosas e jovens, a um preço nada proibitivo para o próprio público com o qual tais conceitos dialogam, e ainda assim sedutoras para quem estiver interessado em simplesmente decorar sua casa com elegância sem precisar, para isso, afetar o meio ambiente.

A Green Pallets possui hoje uma loja modelo, onde vende e expõe suas peças. Não é por acaso que a loja fica no bairro de Ponta Negra, em Natal. Trata-se simplesmente do pico de surfe mais conhecido da cidade, e um dos mais frequentados do Brasil. Assim, a loja é ao mesmo tempo bem localizada e também fica ao redor do próprio universo de onde André e Parizot nunca saíram – do surfe, da música, em contato direto com a natureza em uma das mais belas praias do Brasil.

Foi esse o espírito que a dupla levou para o programa Shark Tank Brasil. Para conquistar os “tubarões” investidores do programa, todo o know-how ecológico e comercial da dupla e da empresa foi posto em questão. Afinal, não basta uma boa ideia para que os investidores decidam colocar dinheiro em uma empresa – é preciso que ela seja rentável, esteja dentro da realidade do mercado, tenha responsabilidade e possa se tornar um negócio interessante para os tubarões que decidirem entrar como sócios.

Para saber como esse e outros empreendimentos  que procuram investidores para deslancharem seus produtos e iniciativas através do aporte e do conhecimento dos tubarões – basta assistir ao Shark Tank Brasil no Canal Sony, às quintas-feiras,  a partir das  20h.

© fotos: divulgação

Para inovar e empreender, muitas vezes é preciso descobrir algo inteiramente novo. Por isso o Hypeness uniu forças com o programa Shark Tank – Negociando com Tubarões, do Canal Sony, para contar histórias inspiradoras de quem conseguiu usar a criatividade e ter sucesso com um novo negócio. Para tentar convencer os investidores, que no programa procuram negócios originais e inovadores, os empreendedores precisam se superar. Acompanhe estas histórias e inspire-se!

Comentários

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it