Clitóri-se, a iniciativa que quer te libertar por meio do gozo e do autoconhecimento

Faz pouco tempo que falamos aqui sobre um vídeo em francês que conta a história do único órgão do corpo humano destinado apenas a nos dar prazer: o clitóris, é claro. Mas já existem projetos bem brasileiros dedicados a aumentar o nosso conhecimento sobre o órgão.

Um destes projetos é o Clitóri-se, que utiliza a informação para contribuir com a saúde da mulher como um todo, incluindo a luta contra práticas abusivas como a mutilação genital feminina e a normalização genital. Um dos braços da iniciativa é o apoio às vítimas de violência sexual, para que elas se empoderem e voltem a reconhecer seus corpos como uma fonte de prazer.

No site são encontradas muitas informações científicas em linguagem simples e ilustrada para que qualquer pessoa possa se sentir confortável em falar e aprender sobre o assunto. Um curso online oferecido pela Clitóri-se, descreve seu objetivo como “Apresentar – sem tabus, sem vergonha e sem mitos – a anatomia e a fisiologia da mulher de forma simples, afetiva e descomplicada, possibilitando reescrever as regras em torno do sexo, do prazer e do corpo feminino“.

O projeto foi criado pela pedagoga e educadora sexual Caroline Arcari e pela jornalista e também educadora sexual Julieta Jacob. Juntas elas desenvolveram todo o conteúdo do curso e também passaram a comercializar um modelo de clitóris em 3D, criado originalmente pela francesa Odile Fillod, para que as mulheres possam compreender a completa anatomia do órgão – que é bem maior do que a parte visível.

O modelo em 3D está à venda na loja do Clitóri-se por R$ 44,90 e tem até nome: Clitorínea. ♥ Afinal, se o órgão é feminino, deveria ter mesmo nome de mulher! Uma caneca com a figura da Clitorínea também é comercializada pela lojinha por R$ 39,90 e, em breve, o espaço também irá vender um espelhinho para que toda mulher possa se conhecer melhor.

Fotos: Reprodução

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it