A arte como forma de salvação de um mundo que não entedemos

A arte existe porque a vida não basta”. O poeta Ferreira Gullar só precisou de oito palavras para dizer tudo isso, colocando de forma concreta algo tão difícil de se explicar: por que os seres humanos se dedicam há tanto tempo às mais diversas formas de expressão artística?

É claro que há questões bastante práticas que nos afetam diariamente e precisam ser noticiadas, discutidas e compartilhadas. Mas todo mundo sente, mais ou menos, a necessidade de ir além, retratando condições humanas que extrapolam limites de tempo ou lugar. Não são muitos os que têm capacidade para transformar essas reflexões em arte, mas os que conseguem sempre terão lugar no Hypeness. Porque, mais do que procurar definições, o que queremos da arte é que ela nos salve de um mundo do qual entendemos cada vez menos.

Sempre que ele se torna grande demais, assustador demais, voltamos aos mesmos lugares, feitos de fotografias, de livros, de pinturas, de tatuagens, de músicas que nos tiram de nós mesmos. E que só por isso já fazem essa viagem valer a pena:

Escultura

Há milhares de anos, gregos e romanos moldavam diferentes materiais para retratar heróis de verdade ou imaginários, grandes conquistas ou acontecimentos. Por muito tempo a gente pensou nas obras como se todas tivessem as cores dos materiais usados como base, mas graças à tecnologia pudemos descobrir que na verdade era tudo muito colorido!

Desenho/Ilustração

Desde a época das cavernas a tinta é usada para transformar em arte aquilo que é visto, sentido e pensado. A partir do século XX a ilustração ganhou novos ares, com formatos como as histórias em quadrinhos, e com a tecnologia chegou a ilustração digital. Não se trata apenas de arte estética, mas de uma ótima maneira de comunicar pensamentos, marcar posições e falar sobre necessidades de cada um.

Ótimo exemplo é a série da ilustradora mineira Carol Rossetti, que usa o desenho para afirmar que as mulheres são as únicas donas de seus próprios corpos.

Tatuagem

Se você tem alguma dúvida de que tatuagem é uma forma de arte, temos vários, mas vários exemplos que podem te convencer. Os tatuadores se diferenciam entre vários estilos, usam técnicas diferentes para conseguir resultados incríveis e passam vários anos se aprimorando para fazer da pele a tela ideal para grandes obras.

Ainda não se convenceu? Então dá uma olhada nessas 25 tatuagens incríveis feitas com a técnica da aquarela!

Música

Na festa, no carro ou no ônibus, no banho, para embalar o trabalho ou os estudos ou simplesmente para não fazer nada: a música está presente na vida de praticamente todo mundo. É um meio perfeito para passar mensagens fortes, e os grandes gênios são capazes de transmitir sensações sem dizer uma única palavra.

As grandes obras são eternas, como ‘OK Computer’, do Radiohead. Ao completar 20 anos em 2017, doze artistas interpretaram cada faixa do álbum, num cruzamento de sensações entre a audição e outros sentidos, a famosa sinestesia.

Fotografia

A fotografia não poderia faltar aqui, afinal, é uma grande paixão de quem faz o Hypeness e dos leitores. Imagens podem mesmo dizer mais do que mil palavras, e há fotos que causam tanto impacto em quem as vê que é até difícil explicar. É possível retratar histórias, denunciar grandes problemas e emocionar gente de qualquer lugar do mundo.

Uma das nossas grandes lembranças é a série feita por Jack Radcliffe, um fotógrafo que passou mais de 30 anos documentando a vida de sua filha Alison.

Você consegue imaginar a vida sem a arte, que chatice seria? Pois é, nós também não. Quem observa o mundo e transforma impressões em grandes obras merece ser admirado e visto pelo maior número de pessoas possível, e levar a arte adiante é e sempre será uma de nossas bandeiras.

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it