A primeira casa de Gaudí tem 130 anos, é Patrimônio da Humanidade e será finalmente aberta ao público

O catalão Antoni Gaudí é sem dúvida um dos maiores nomes da história da arquitetura. Singulares e intrigantes como cenários dos mais delirantes sonhos e, ao mesmo tempo, espetacularmente belas, as construções de Gaudí o posicionam além dos limites da arquitetura, como um artista em todos os sentidos da palavra. E essa incrível capacidade de transformar cenários da vida real em obras de arte se fez presente desde sua primeira construção, que, 130 anos depois de concluída, finalmente será aberta ao público para visitação.

A Casa Vicens, localizada em Barcelona, foi planejada e construída por Gaudí durante os anos de 1883 e 1885, e ao longo dos anos funcionou somente como uma residência privada. Em 2014, porém, ela foi adquirida por um banco e, depois de alguns anos de reformas, será aberta, em outubro, como um centro cultural. O museu exibirá trabalhos de Gaudí, além de exposições diversas.

Antes mesmo de poder ser visitada, a casa já era considerada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO (outras sete obras do arquiteto em Barcelona também fazem parte desse patrimônio: a Casa Batlló, La Pedrera, Palau Güel, Park Güel, a Fachada da Natividade e a cripta da Sagrada Família). Gaudí tinha 33 anos quando concluiu a Casa Vicens, imprimindo assim sua marca indelével na história da arquitetura como um dos grandes – capaz de nos emocionar com tijolos, azulejos, cimento, e o olhar do gênio.

© fotos: divulgação

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it