Avenida mais famosa de Madri vai privilegiar bikes e árvores e reduzir espaço para carros

Faixas exclusivas para ciclistas, outras para ônibus. Calçadas mais largas e arborizadas. Carros? Só os dos moradores, e trafegando a no máximo 30km/h. Essa é a proposta da prefeita de Madri, Manuela Carmena, para a Gran Vía, a mais famosa das avenidas da capital espanhola.

A ideia da prefeitura é que as obras levem cerca de oito meses para terminar, com entrega prevista para o outono do ano que vem (por volta de outubro). Fechar a Gran Vía para os carros foi uma proposta testada por 30 dias no final de 2016, e parece ter agradado tanto a administração pública quanto a população local.

1495730087_107014_1495730275_sumario_normal_recorte1

Um dos principais empecilhos para que o fechamento acontecesse parece ter ficado para trás. A Gran Vía ficou fechada para carros de 2 de dezembro a 9 de janeiro de 2017, algo que assustava os comerciantes locais, temerosos com a possibilidade de perder clientela. Aconteceu justamente o contrário: alguns chegaram a relatar aumento de 15% nas vendas em relação ao mesmo período do ano anterior.

Além das obras na avenida, a prefeitura pretende remodelar as seis praças que ficam ao seu redor, aprimorando o espaço para convívio dos moradores. Para chegar a essas medidas, a prefeitura passou sete dias de fevereiro fazendo uma consulta pública para entender os pedidos da população, e segue aberta a sugestões de mudanças até que as obras comecem.

actualproyecto

Fotos: Prefeitura de Madri

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it