Projeto inovador usa algas para transformar CO² em biocombustível, fertilizante e comida para animais

Você já deve ter ouvido falar sobre o dióxido de carbono ou CO². Embora seja essencial para a vida na terra, o excesso de concentração deste gás contribui para o efeito estufa e pode levar a outros efeitos desagradáveis no meio ambiente, como poluição do ar, chuva ácida, entre outros problemas.

As fábricas são um dos responsáveis pelo excesso desse CO² em nosso planeta. Porém, uma solução simples e eficaz está buscando resolver esse problema. É o projeto piloto de gestão de emissões industriais de carbono, apresentado em SP na Tech Fair, que vem sendo conduzido pela St Marys Cements em conjunto com o programa Algal Carbon Conversion, do National Research Council, ambos do Canadá, e com a Pond Technologies.

alga1

As organizações se uniram para criar uma solução sustentável para as emissões industriais de dióxido de carbono – e encontraram a resposta para o problema na natureza. São algas que consomem o gás emitido pelas fábricas e, por meio da fotossíntese, o transformam rapidamente em biomassa utilizando para isso um fotobiorreator de 25 mil litros. Com o produto dessa reação são gerados biocombustíveis, fertilizantes e até alimento para animais.

alga3

O projeto dá certo porque as algas escolhidas são consideradas “superconsumidoras de CO²“. O primeiro biorreator já foi instalado em uma sede da Votorantim e o próximo está previsto para ser implementado ainda este ano na unidade da empresa em Bowmanville (Canadá).

alga4

alga6

alga5

Todas as fotos: Divulgação

*Tecnologias emergentes, novos padrões de consumo, inovações que transformam nosso cotidiano. Foi um pouco de tudo isso que vimos na Tech Fair, uma incrível feira gratuita promovida pela Votorantim, que aconteceu no dia 26 de abril, na Casa das Caldeiras, em SP.

O Hypeness não poderia ficar de fora dessa e se associou à Votorantim para criar um canal especial que apresenta alguns dos temas e projetos que fizeram parte do evento. É só seguir tudo aqui.

Comentários

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it