O carioca pobre que dá aulas de surf gratuitas e lembra que há muito mais na favela do que pobreza e crime

Ricardo trabalhava de baloeiro para o tráfico de drogas no Rio de Janeiro, soltando balões para comemorar aniversários ou a chegada de drogas. Ele vivia em um dos universos mais perigosos possíveis em uma cidade grande – até que ele encontrou no surfe a mudança de vida que precisava para seguir vivendo, e feliz. O surfe se tornou a razão de sua vida, e o meio para que ela se transformasse para sempre.

RicardoS1

O caminho do tráfico de drogas para o mar não foi fácil, mas hoje Ricardo possui uma escola de surfe na Rocinha, se tornando uma referência dentro da comunidade como alguém que oferece alternativas para o mundo do crime para as crianças e jovens ao seu redor.

RicardoS6

RicardoS5

Se antes Ricardo ganhava dinheiro trabalhando para o tráfico, em sua escola ele jamais cobrou um real para ensinar o surfe às crianças.

RicardoS3

Hoje ele não tem uma casa, e dorme no chão de sua escola – mas garante que é feliz, na certeza de que o projeto social é mais importante que o dinheiro.

RicardoS4

A história de Ricardo é contada em um dos episódios do projeto Beyond the Map, Rio de Janeiro, que o próprio Google produz, convidando o usuário a participar de uma verdadeira viagem virtual por dentro da favela.

The Adobe Flash Player is required for video playback.
Get the latest Flash Player or Watch this video on YouTube.

RicardoS7

O comovente testemunho de Ricardo mostra não só que há muito mais nas favelas do que pobreza e crime, como nos lembra do sentido democrático e transformador que a praia e o mar podem oferecer.

RicardoS2

© fotos: reprodução

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it