Jovens usam o parkour como veículo de escape aos horrores da guerra na Síria

Como se desviassem de bombas que já caíram sobre a cidade de Inkhil, que há seis anos vem sendo atacada e bombardeada na guerra que assola o país, jovens sírios vem praticando Parkour – esporte que consiste em escalar, saltar e desviar de obstáculos sem qualquer equipamento de forma rápida e eficiente – entre prédios destruídos, entulhos de guerra e ruínas de uma cidade devastada pelo conflito.

Praticado como um meio de subverter ou mesmo esquecer um pouco o horror do cenário em que vivem, o Parkour tornou-se, para um grupo de jovens sírios, uma válvula de escape.

SParkour2

É claro que praticar o esporte entre escombros torna o Parkour ainda mais perigoso, mas a própria guerra parece colocar a noção de perigo em outra perspectiva. Para eles, é uma maneira de driblar a dor e a tristeza, ao menos durante os percursos. Toda a liberdade e a adrenalina oferece algo que falta demasiadamente em uma atmosfera como a atual vivida na Síria: alegria e prazer.

SParkour9

Apesar da irracional realidade do país, o ânimo dos jovens, em sua maioria com idades em torno de 15 anos, em saltar e escalar nos lembra que a alegria pode sobreviver aos piores cenários, e mesmo em um país em conflito, esse espírito não falta entre os jovens de lá, que seguem saltando sobre as ruínas que infelizmente também sobram hoje na Síria.

SParkour3

SParkour4

SParkour5

SParkour6

SParkour7

SParkour1

SParkour8

SParkour10

SParkour11

SParkour12

SParkour13

© fotos: Reuters

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it