A força visceral e doce das belas tatuagens da pernambucana Scarlath Louyse

Tímida e deslocada quando criança, a tatuadora pernambucana Scarlath Louyse encontrou somente uma maneira de encarar o mundo e tornar-se ela mesma: desenhar sobre toda e qualquer coisa que cruzasse seu caminho – de paredes a pessoas. Foi designer, ilustradora e estilista antes de ganhar uma máquina de tatuagem de um amigo, e decidir abandonar as profissões que antes exercia e seguir seu antigo sonho de tatuar. A escolha, como mostram as imagens, foi evidentemente acertada.

SLouyse10

Sob influência do universo do cineasta Tim Burton, ela desenvolveu um estilo visceral e profundo em seu trabalho, entre o belo e o sombrio, sempre com fundos poéticos em traçados vivos e cheios de personalidade. Scarlath começou há pouco tempo nesse universo mas, com somente três anos de carreira como tatuadora e apenas 24 anos, já se destaca entre a nova geração no Brasil.

SLouyse11

A tatuadora Scarlath Louyse

Sem se preocupar com o belo, o harmônico, mas sim com a força e a visceralidade de seu desenho, suas referências são amplas e variadas, indo da xilogravura e literatura de Cordel ao pintor Gustav Klimt – e, dentre tatuadores, nomes como Noel’le Longaul, Frederico Rabelo, DotsToLines (Chaim) são alguns dos que a inspiram.

SLouyse9

Scarlath vive uma vida nômade, e agora está de mudança para Curitiba, no Paraná – e segue rabiscando o que vê pela frente, mas agora profissionalmente, e com a força e desenvoltura de quem possui uma voz clara e alta – através dos traços na própria pele e na pele dos outros.

SLouyse13

SLouyse12

SLouyse8

SLouyse7

SLouyse6

SLouyse5

SLouyse4

SLouyse3

SLouyse2

SLouyse1

Todas as fotos © Scarlath Louyse

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it