Células tumorais expostas à Quinta Sinfonia de Beethoven diminuíram ou morreram

Cientistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro descobriram, após expor uma cultura de células MCF-7, ligadas ao câncer de mama, à Quinta Sinfonia de Beethoven, que cinco delas morreram, e algumas diminuíram consideravelmente de tamanho.

Como as células MCF-7 duplicam-se rapidamente, em média a cada 30 horas, os cientistas só puderam testar os efeitos da sinfonia dois dias após a sessão musical. Segundo Márcia Capella, coordenadora do estudo, a terapia musical costuma ser usada para tratar problemas psicológicos, mas nunca havia sido usada para tratar células tumorais.

The Adobe Flash Player is required for video playback.
Get the latest Flash Player or Watch this video on YouTube.

O estudo ainda expôs as células a outras duas músicas clássicas. “Atmosphères“, do húngaro György Ligeti, provocou efeitos bastante parecidos com o da famosa sinfonia do compositor alemão, já “Sonata para 2 pianos em ré maior”, de Mozart, muito popular em musicoterapia, não obteve nenhum efeito.

O próximo passo da pesquisa é descobrir o que exatamente causou o efeito nas células. Assim que os cientistas conseguirem identificar o fator, deverão construir uma sequência sonora especial para tratamento de tumores. O objetivo é que os pacientes tenham uma opção mais eficiente e menos agressiva para combater o câncer.

tumblr_o1biwa4KWX1ub1ddno1_500

13235982_665980130208197_1701262894_n

Imagens © Reprodução

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it