Pueblo Bonito, o povoado onde viveu uma sociedade pré-colombiana comandada por mulheres

Quantas vezes você já ouviu (ou pensou) em como seria um mundo em que as mulheres ocupassem o poder. Se atualmente nos encaminhamos cada vez mais rumo à igualdade de gênero em um mundo ainda comandado majoritariamente por homens, é sempre bom lembrar que em alguns lugares do mundo as sociedades matriarcais já foram a regra.

É o caso da sociedade pré-colombiana encontrada no Cânion Chaco, localizada no estado do Novo México, Estados Unidos. Por lá, o poder passou de mãe para filha por mais de 300 anos. No local que antes fora ocupado pela sociedade, pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia encontraram uma moradia com cerca de 650 “quartos” chamada de Pueblo Bonito. Era apenas uma das treze construções do gênero, a maior delas, onde provavelmente ficavam as mulheres que comendavam a região.

pueblo1

Foto © NPS/Tanya Ortega de Chamberlain/Foto destaque © John Fowler/Flickr

A sociedade viveu no local por volta do ano 1.000 antes da nossa era. Embora fossem bastante desenvolvidos em termos tecnológicos, eles não chegaram a desenvolver um método de escrita, o que era bastante comum entre povos que viveram neste período. Graças a isso, só recentemente foi possível chegar à conclusão de que se tratava de uma sociedade com organização matriarcal, através da análise de DNA dos líderes do povoado.

Mesmo assim, o povoado feminino tinha desenvolvido muitos avanços para a época. Para se adaptar ao clima do deserto, foram construídos reservatórios de água e sistemas de irrigação, além de conectar seus vilarejos através de uma espécie de estrada. Apesar disso, estima-se que o povo tenha sido derrotado justamente por causa de uma forte seca que teria assolado a região.

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it