Essa bisavó chorou ao descobrir que a família não tem vergonha de sua vida e sua história heróica viralizou no FB

Quando a advogada Paula Bernardelli começou a pesquisar detalhes da vida da bisavó Doralice para escrever sobre ela, a idosa chorou. Ela não chorou por qualquer motivo, mas sim porque, aos 87 anos, ela finalmente descobriu que a família não tinha vergonha de sua trajetória de vida.

Nascida em 1929 no interior de Pernambuco, Doralice não teve oportunidade de estudar muito quando criança. Terceira filha de 14 irmãos, começou a ser alfabetizada aos 9 anos e só aos 11 passou a frequentar uma escola pública, ao se mudar para o Alagoas. Após estudar até o 4º ano, Doralice casou, como era costume na época. Ela tinha 17 anos.

Depois de ter quatro filhos e ajudar a criar três enteados, descobriu que o marido tinha outra família, mas não se separou. Ao invés disso, foi abandonada algum tempo depois com os quatro filhos, ficando sem casa e sem dinheiro. Foi assim que voltou a morar com os pais, que agora viviam no interior do Paraná.

Mas ela não desistiu de dar um futuro melhor à família. Fez curso de corte e costura por correspondência, voltou a estudar e, aos 50 anos, decidiu que queria fazer faculdade. Quatro anos depois, Doralice se formava em pedagogia, como a aluna mais velha da turma. Quem contou essa história de vida linda muito melhor do que nós foi a Paula, sua bisneta.

Ela compartilhou a história de Doralice em uma publicação emocionante no Facebook. “Eu ainda não sei bem o que fazer com toda sua história, mas ao menos isso fez ela saber que eu tenho – e nós temos – um orgulho danado da mulher que ela é, e de tudo que ela representa.“, concluiu ela. Publicada em 15 de fevereiro, a história não podia mesmo esperar mais: Doralice faleceu dois dias depois, mas foi tempo suficiente para saber que sua história de vida estava se espalhando pela internet e era hoje fonte de inspiração para muita gente. ♥

Prepara o lencinho e olha essa beleza de relato:

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it