Duas adolescentes ganham prêmio de bravura por ajudar a desmantelar quadrilha de tráfico sexual

As indianas Shivani Gond, de 17 anos, e Tejasweeta Pradhan, de 18 anos, receberão prêmios nacionais de bravura por ajudar a polícia a acabar com uma rede de tráfico de seres humanos, levando à prisão de suspeitos nos casos de meninas desaparecidas da Índia e do Nepal.

As adolescentes serão homenageadas pelo primeiro-ministro Narendra Modi por “mostrar coragem exemplar” ao agir como chamarizes para ganhar a confiança dos traficantes, permitindo que a polícia os pegue em flagrante.

As meninas, ambas do distrito de Darjeeling, em Bengala Ocidental, fizeram amizade com os traficantes no Facebook em maio de 2016. Elas passaram dias se comunicando com eles por telefone, convencendo-os de que estavam dispostas a fugir de casa e não de entrega-los à polícia.

Os traficantes caíram na história sem desconfiar que elas faziam parte de uma operação organizada em conjunto pela polícia e pela organização sem fins lucrativos Mankind in Action for Rural Growth.

Quando falamos com eles, eles nos disseram abertamente que seríamos obrigadas a atender às necessidades sexuais de nossos convidados“, contou Shivani à Thomson Reuters Foundation.

Eles pediram para ver nossas fotos, para ter certeza de que éramos bonitinhas. Eu estava um pouco assustada, mas fizemos tudo o que eles nos pediram, porque tínhamos que ganhar sua confiança“, disse a jovem.

Os prêmios da bravura nacional são dados anualmente a cerca de 25 crianças com idades entre de 6 e 18 anos. Os selecionados de toda a Índia recebem uma medalha, certificado e um prêmio em dinheiro. Eles também recebem ajuda financeira para completar sua educação.

A polícia conseguiu seu primeiro avanço com a prisão de uma mulher que tinha viajado para Nova Jalpaiguri para pegar as meninas. Sua prisão levou a polícia a uma menina desaparecida do Nepal, a um grupo de tráfico e a um suspeito procurado em Nova Delhi.

Todas as imagens: Reprodução

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it