7 coisas que podemos aprender com o design escandinavo

Sabe o conceito de “menos é mais”? Essa ideia é levada muito à sério pelo chamado design escandinavo, que tem feito a cabeça de muita gente ao redor do mundo, chegando às blogueiras do Brasil. Minimalismo, formas simples e cores neutras são algumas das vertentes dentro deste universo que vem conquistando territórios longes da região da Escandinávia.

Os países nórdicos que abraçam e dão origem à essa ideia vanguardista são Suécia, Noruega, Islândia, Dinamarca e Finlândia, todos premiados pelo design bem elaborado, funcional e prático, que desde o século XX se desenvolve com base na claridade e luminosidade. O visual moderninho também não é por acaso, já que essa vertente apareceu em 1930, mas ganhou fama entre 1940 e 1950, quando o modernismo ditava as regras.

A cor branca e as madeiras claras são os principais protagonistas dessa tendência. Hoje em dia, é comum encontrar ambientes que seguem essa linha, mas incluem o também o estilo industrial. As estéticas são distintas mas se encontram em alguns detalhes e casam muito bem, como paredes sem revestimento, tubulação, canos e dutos de fiação aparentes.

Prontos para mergulhar nesse conceito? Confira 7 coisas que podemos aprender com o design escandinavo.

1. Beleza, unidade e simplicidade

Embora pareça um tanto pessoal demais definir o que é a beleza, estes três elementos são a essência do design escandinavo. Tudo é planejado, elegante, com formas bem definidas, incorporando tecidos e materiais resistentes, orgânicos e naturais. Mesmo assim, os espaços conseguem ser simples, sem grandes ornamentações ou riqueza de detalhes, como se via na antiguidade clássica.

Casinha 🌼

Uma foto publicada por Apartamento 33 (@apartamento.33) a

2. Faça-se luz

Por terem invernos muito rigorosos, com pouco sol ao longo do ano, os escandinavos valorizam muito a luz natural. O uso da cor branca ajuda na hora de expandir a luminosidade, sendo bastante comum não só espalhar a cor pelas paredes, mas por todo o ambiente, na mobília e nos pequenos detalhes. Let the sunshine in!

3. Abraçar a sobriedade

Como mencionamos anteriormente, a branco dá o tom na hora de decorar a casa, mas ele também está aliado a outras cores sóbrias, como o bege, o marrom, o preto, o cinza e suas variações. Algumas pessoas incluem pequenos toques de cor vibrante no ambiente, rompendo a sobriedade em pontos estratégicos. Se a sala é toda branca, por que não colocar uma planta enorme bem verdinha ou uma poltrona vermelha?

4. Uma pitada de verde

Falando em plantas, elas são indispensáveis dentro de um ambiente que preza pelo design escandinavo. É comum que se faça referências a paisagens naturais, como montanhas, florestas e lagos, portanto, uma pitada de verde é muito bem vinda. O uso de plantas naturais, como cactos e suculentas, é também uma maneira de aquecer o ambiente, já que os países nórdicos são predominantemente frios.

5. Levar a praticidade a sério

Com ornamentação mínima e visual clean, a decoração da casa acaba trazendo praticidade para os moradores. Os espaços devem estar livres tanto para a luz se espalhar, quanto para facilitar a movimentação dentro da casa. Quanto menos obstáculos e bibelôs no meio do caminho, melhor.

Além disso, a praticidade facilita a limpeza, outro item importante para os escandinavos, que fazem questão de ficar bem longe da bagunça e da sujeira.

6. Pensar em geometria

Os ambientes nórdicos são sempre limpos e muito bem alinhados. As formas geométricas aparecem constantemente, seja na arquitetura ou no planejamento e disposição da mobília. Além da decoração meticulosa, vale incorporar linhas retas na hora de escolher uma estante, por exemplo, ou em detalhes da própria construção. Além disso, com os espaços mais amplos, sem tanta informação pelo meio do caminho, fica mais fácil enxergar os traços de geometria.

7. Viver com o básico

Todas essas atitudes chegam a um consenso: viver com o básico ou viver melhor com menos. A gente ficou com uma baita mania de acumular coisas durante a ascensão do consumismo, mas agora estamos desacelerando as coisas e revendo nosso estilo de vida.

Portanto, em 2017, bora renovar tudo e se livrar do que não usa ou não é fundamental para você. Acho que esse é o principal aprendizado que o design escandinavo traz para nós, porque no final das contas você provavelmente não precisa de tudo o que tem em casa.

Fotos: reprodução
Topo e destaque da home: @nordikspace e @escandinavianhomes

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it