Aprenda a fazer glitter caseiro que não polui o meio ambiente

publicidade

O Carnaval está chegando e é tempo de se cobrir de glitter da cabeça aos pés. O problema é que glitter é geralmente feito de copolímeros de plástico e folículos de alumínio. Depois que a festa acaba e o folião vai para o banho, esses minúsculos pedacinhos de plástico vão parar no oceano, somando-se às 8 milhões de toneladas do resíduo que poluem as águas.

Então quer dizer que o glitter está proibido nesse Carnaval? Nada disso! Existem alternativas sustentáveis para sair brilhando por aí que podem ser feitas na cozinha da sua casa, segundo listou o WikiHow.

glitter1

Foto: martinak15 / Foto destaque: Inkwina

Você vai precisar apenas de sal e corante para alimentos. Coloque o sal num potinho e pingue algumas gotinhas do corante na cor desejada. Não tem fórmula certa: o ideal é ajustar a quantidade do corante de acordo com o tom que você pretende conseguir, sabendo que quanto mais gotinhas adicionar, mais escuro ele ficará. Para chegar a uma tonalidade perfeita, a dica é adicionar o corante aos poucos.

O próximo passo é misturar bem os ingredientes e deixar secar o seu glitter natural por, pelo menos, duas a três horas. Outra técnica é assar o sal em uma assadeira forrada com papel manteiga por um tempo de 10 a 15 minutos. Se optar por fazer isso, é importante deixar o glitter esfriar antes de usá-lo no corpo e sair brilhando por aí!

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it