Conheça as árvores que ficaram famosas em filmes, livros e lendas pelo mundo

Quando o artista americano Andy Warhol previu, ainda na década de 1960, que no futuro todos teriam 15 minutos de fama, ele provavelmente se referia exclusivamente a seres humanos. Pois não só a profecia de Warhol estava precisamente correta – basta pensar nos reality shows e no culto às celebridades para lhe dar razão – como ela acabou indo além dos limites da própria raça humana; às vezes quem se torna célebre é, por exemplo, uma árvore.

Certas árvores ocuparam destaque tamanho em livros, filmes, discos ou quadros que acabaram se tornando peças especialmente cultuadas e celebradas da cultura pop (como se fossem de fato ídolos ou celebridades). A seleção abaixo mostra algumas árvores que, por sua participação em peças importantes da cultura popular, das artes ou do universo pop, alcançaram fama internacional, tornando-se pontos de peregrinação e culto pelo mundo.

Shawshank Tree (A árvore do filme ‘Um Sonho de Liberdade’)

edit_shawshank-tree-12

No filme Um Sonho de Liberdade (que desde 2008 ocupa o topo da lista dos filmes mais bem votados pelos usuários do site Imdb), o personagem vivido por Morgan Freeman promete ao personagem vivido por Tim Robbins que, caso um dia deixe a prisão onde os dois se conheceram, que visite um ponto exato, onde existe um carvalho branco. A cena do clássico filme foi realizada perto do Malabar Farm State Park, na cidade de Lucas, Ohio, e até recentemente mais de 35 mil pessoas visitavam a árvore anualmente. Infelizmente a natureza não favorece nem mesmo as celebridades, e uma rajada forte de vento derrubou o carvalho branco em julho do ano passado.

A 'Shawshank tree' hoje A ‘Shawshank tree’ hoje

The Joshua Tree

edit_joshua-tree-12

A fama alcançada por essa “árvore de Josué” (que tem esse nome por se parecer com o profeta orando com as mãos para os céus) se deu não só por sua imagem, mas por ela batizar um dos mais célebres discos de todos os tempos. The Joshua Tree é o disco que catapultou a banda irlandesa U2 à condição de maior banda do mundo na época, tendo vendido até hoje cerca de 30 milhões de cópias. O sentido bíblico do nome da árvore foi o que convenceu Bono a estampa-la na arte do disco e a batizar o álbum. A árvore está localizada no meio do deserto de Mojave, nos EUA – ainda que hoje só resistam seus restos sem vida, além de uma placa e outras lembranças deixadas pelos fãs da banda no local.

edit_joshua-tree-46

A árvore do U2 hoje A árvore do U2 hoje

Whomping Willow (Salgueiro lutador)

edit_whomping-willow-12

Não há idade para se alcançar o estrelato, e esse salgueiro lutador localizado em Hertfordshire, na Inglaterra, conquistou fama internacional somente aos 400 anos de idade, ao interpretar um Salgueiro Lutador mágico no filme O Prisioneiro de Azkaban, da saga Harry Potter. Antes disso, no entanto, ela já era listada, por sua ancestralidade, em diversos livros e campanhas pela proteção de árvores centenárias. Infelizmente ela sucumbiu ao próprio peso em 2014.

edit_whomping-willow-22

A árvore de Anne Frank

edit_anne-frank-tree2

Em frente ao esconderijo onde por dois anos a jovem Anne Frank e sua família se esconderam da invasão nazista na Holanda, há uma castanheira. Anne costumava, segundo seu diário, ir ao sótão toda manhã para observar a árvore pela janela. “Vou todas as manhãs ao sótão (…) onde respiro ar fresco. Do meu lugar favorito no chão vejo um pedaço de céu azul e o castanheiro sem folhas, em cujos ramos cintilam gotinhas, e vejo as gaivotas que, no seu voo planado, parecem de prata. (…) Enquanto me é dado ver e viver tamanha beleza, não devo estar triste”. A árvore foi cuidada por muitos anos, até que em 2010, aos 170 anos de idade, uma forte tempestade a derrubou. O lado bonito é que mudas foram plantadas a partir da árvore original por toda a Holanda, Inglaterra e EUA.

A árvore vista do sotão A árvore vista do sotão

Sycamore Gap (Brecha do Sicômoro)

edit_sycamore-gap-12

Localizada no parque nacional Northumberland, na Inglaterra – charmosamente entre dois montes, daí o nome gap (fresta, intervalo, brecha) – esse sicômoro, árvore conhecida em português como figueira-doida, alcançou fama depois de ser visitada por Robin Hood em pessoa, vivido por Kevin Costner no filme Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões, de 1991. Hoje em dia ela naturalmente é conhecida como a “árvore do Robin Hood”.

edit_sycamore-gap-26

Major Oak

edit_majoroak

A árvore mais famosa da Inglaterra é a versão da “vida real” da árvore anterior: localizada na floresta de Sherwood, um velho carvalho inglês de cerca de 800 anos de idade seria o local exato onde Robin Hood e seus homens teriam dormido. A árvore por diversas vezes teria servido de abrigo para o grupo de Robin, e já foi mais de uma vez eleita a árvore preferida dos Ingleses. Uma série de métodos e tecnologias é usada para manter a árvore viva e florescendo. Mudas da árvore também foram plantadas por todo o país, e até mesmo bolotas nascidas desse carvalho já foram ilegalmente vendidos pela internet – como fazemos com qualquer souvenir ligado às celebridades mais amadas.

edit_major-oak2

© fotos: reprodução/divulgação

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it