Concurso global seleciona startups sociais que trabalham por um futuro melhor para todos

Em um mundo de possibilidades cada vez maiores e distâncias cada vez menores, almejar o máximo é o mínimo. E é isso o que se espera hoje de um modelo de negócio: além de oferecer seu melhor serviço ou produto, que com isso se esteja fazendo do mundo um lugar melhor. Não basta eficiência comercial, é preciso ética e consciência social para ser de fato um sucesso.

Não é por acaso que um recente report global, intitulado Redefining Success in a Changing World (Redefinindo o sucesso em um mundo em transformação) apontou que 95% dos jovens profissionais demonstram interesse profundamente maior por modelos de negócio que possam atuar pela solução ou atenuação de grandes problemas mundiais e atuais – sejam eles de cunho econômico, social, ecológico ou comportamental. Das 11.349 pessoas entrevistadas para a pesquisa, 70% apontaram a educação como o melhor e mais eficiente caminho para que se consiga de fato impactar o mundo para melhor. Ainda no mesmo report, 69% dos jovens participantes afirmaram preferir trabalhar em um projeto ou empresa que, além de seus serviços, ofereça também um projeto de consciência social. Mas leva um tempo para o mundo como um todo mudar.

chivas1

Por isso, cada vez mais são as startups – empresas ainda no início de suas atividades, que buscam justamente inovar tanto em seus serviços e produtos quanto em suas práticas profissionais – quem tem ocupado a vanguarda do que serão esses compromissos sociais diversos que as corporações assumirão no futuro, tanto com sua própria maneira de atuar, com seus funcionários e clientes, quanto em sua relação com o mundo. As empresas também têm de ser parte da evidente dedicação global urgente em fazer desse o mundo melhor de que sempre se falou.

A hora é agora, e por isso é também importante que empresas afinadas com tais necessidades, mas que já possuam história, tamanho e posição firmadas como lideranças de mercado, invistam em novidades e caminhos que justamente iluminem e iniciem esse mundo melhor por vir. É pensando nesse futuro, e olhando para essas novas startups que tanto possuem para ensinar, que a marca Chivas Regal, o primeiro uísque de luxo do mundo, promove o concurso The Venture: para encontrar e encorajar a próxima geração de negócios com atuação social. E o The Venture também está de olho no Brasil.

chivas3

Venture quer dizer “empreendimento”, mas quer dizer também “aventura” – e esse é um pouco o espírito da coisa. No ano passado, a startup selecionada para representar o Brasil na etapa final do concurso, nos Estados Unidos, foi a Epitrack, de Recife (PE). Criada pelo biomédico Onício Leal Neto, a Epitrack foi reconhecida por sua atuação em vigilância epidemiológica a partir de dispositivos móveis. Basicamente trata-se de uma plataforma participativa para auxiliar no controle de epidemias, que podem antecipar sensivelmente o aparecimento de um surto ou epidemia. Os usuários publicam na plataforma a descrição de sintomas e outras informações relevantes, contribuindo para a detecção de doenças e o treinamento dos epidemiologistas através de tecnologias digitais. A Epitrack, portanto, é um ótimo exemplo de como startups e empresas em geral podem funcionar para melhorar o mundo através de suas tecnologias.

O espírito do concurso, portanto, funciona em acordo com o ideal de Chivas: “vença do jeito certo”, buscando o sucesso sempre de uma maneira generosa e coletiva, realizando ações que melhorem a vida de outras pessoas. No ano passado o concurso reuniu 2.500 inscrições com 27 empresas selecionadas para a final, em Nova York, e foi a partir desse espírito que a startup colombiana Conceptos Plásticos, desenvolvida pelo empreendedor Oscar Mendez, venceu a etapa global do The Venture, com a proposta de transformar resíduos sólidos em materiais de construção para comunidades carentes.

chivas6

Os embaixadores brasileiros do concurso são também não só destaque como exemplo do espírito do The Venture. Nomes como Gustavo Caetano, fundador e CEO da Samba Tech (empresa que vende plataforma para distribuição digital de vídeos); Fabio Seixas, sócio d’ O Panda Criativo e co-fundador do Festival Path; Bia Granja, co-fundadora e curadora do youPIX e youPIX HUB, plataforma de fomento para conteúdo digital; Cassio Spina, advisor, investidor anjo, lead partner da Altivia Ventures e fundador e Presidente da Anjos do Brasil (organização sem fins lucrativos com a missão de fomentar o investimento anjo) e Lucas Foster, fundador e Diretor Executivo da ProjectHub, primeira rede global para empreendedores da Economia Criativa no Brasil (e idealizador do Prêmio Brasil Criativo) participarão do processo para descobrir a startup brasileira nas finais globais.

chivas7

Esse ano, o concurso irá abranger 32 países em 6 continentes. Para encontrar e impulsionar as mais representativas startups com atuação social, o The Venture parte de um fundo de 1 milhão de dólares, a ser fracionado de acordo com o desempenho dos participantes durante o pitching diante dos jurados, na final. O diretor global de Chivas Regal, Richard Black, explica a prioridade da marca em realizar o concurso: “Há um desejo claro e crescente de mudança em todo o mundo, as pessoas querem apoiar e associar-se a empresas que estão fazendo mais do que apenas dinheiro”. Desde seu lançamento, em 2014, o The Venture já ofereceu 2 milhões de dólares em financiamento para empresas aspirantes desde o Chile até o Japão, estimando que o impacto de tal iniciativa tenha atingido mais de 200 mil pessoas. “Estamos muito motivados por sermos capazes de investir outro montante de 1 milhão de dólares este ano para ajudar a próxima geração de empreendedores a fazer a diferença”, afirma o diretor.

chivas4

Assim, Chivas convida empreendedores do mundo todo para transformar seu sucesso pessoal em um sucesso social e coletivo, juntando-se a comunidade de empresas que estão trabalhando para, hoje, transformar o amanhã. Para saber mais sobre o concurso e se candidatar, acesso o site do The Venture. É possível seguir as novidades pelo Facebook e o Instagram. Nesta edição também será possível esclarecer dúvidas pelo whatsapp, no número (11) 99330-5398. As Inscrições para o Concurso local serão aceitas de 12 de setembro de 2016 à 30 de outubro de 2016, com a seleção de um vencedor local até 15 de janeiro de 2017. O selecionado então participará de uma semana de aceleração em março/abril de 2017 para, em julho do ano que vem, participar de um evento ao vivo. Depois disso, é começar a aprimorar o mundo, e desfrutar de um futuro melhor para todos.

chivas2

© fotos: divulgação

artigo_patrocinado

faixa-materia-especial1

Via Hypeness

0 I like it
0 I don't like it